Projeto sobre o “marolo” é um dos 14 finalistas do Prêmio Santander Universidade Solidária 2013

149

O projeto “Conscientização para a colheita e comercialização corretas do fruto marolo na região do sul de Minas” coordenado pela professora Maria de Fátima Sant’Anna (Pró-reitora de Extensão da UNIFAL-MG), é um dos 14 finalistas da 16ª edição do Prêmio Santander, na modalidade “Universidade Solidária – Edição 2013, entre 300 inscritos. O projeto pode ser um dos oito contemplados da categoria que nesta edição destaca o tema “Desenvolvimento sustentável com ênfase em geração de renda”.

Os projetos selecionados receberão inicialmente R$ 50.000,00 para o desenvolvimento das ações no primeiro ano. Conforme os resultados obtidos e após uma avaliação das ações desenvolvidas no primeiro ano o projeto poderá receber mais R$ 50.000,00 para a continuidade dessas por mais um ano.

Este projeto é uma atuação conjunta da Secretaria Municipal de Agricultura, Universidade Federal de Alfenas, Associação Terra do Marolo e Emater Paraguaçu/MG.

A segunda etapa do processo de seleção ocorreu no dia 29 de outubro por meio de reuniões da Equipe Gestora do Prêmio Santander Universidade Solidária, com os envolvidos no projeto. Foram realizadas duas reuniões de avaliação: uma na Unifal-MG com os docentes e alunos dos cursos de graduação que atuarão no projeto, e outra em Paraguaçu com os membros da  Secretaria Municipal de Agricultura, Associação Terra do Marolo e Emater. Nestas reuniões o objetivo da equipe gestora foi o de avaliar a viabilidade de execução da proposta, bem como sanar dúvidas da comissão julgadora que foram levantadas durante análise da proposta. Os dados obtidos pela equipe gestora serão levados à comissão julgadora para finalização do processo de seleção dos oito projetos que serão contemplados com o prêmio.

O Objetivo geral do projeto é a sensibilização e conscientização dos consumidores e de forma especial os vendedores, para ma colheita e comercialização corretas do fruto marolo com perspectivas de melhoria na qualidade dos frutos comercializados na região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here